logo matters 2020-02.png
Please reload

Posts Recentes

Instituto Canto Vivo realiza Feira de Adoção em Aracaju

July 3, 2019

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

ONGs sergipanas promovem Ato em Defesa das Águas

March 18, 2015

No próximo domingo (22/03), o Instituto Canto Vivo, a ONG ELAN e o Movimento Meu Papagaio realizarão o “Ato em Defesa das Águas”. A ação acontece no Dia Mundial da Água como forma de chamar a atenção da sociedade e, principalmente dos governantes, para o problema do não tratamento dos esgotos domésticos lançados nos rios sergipanos.

 

Os organizadores do ato convidam as pessoas a se vestirem de preto e participarem do abraço simbólico à lagoa do Parque Governador Augusto Franco (Parque da Sementeira) que será realizado às 15hs do dia 22/03.

 

O “Ato em Defesa das Águas” complementa a ação movida pelas três entidades junto ao Ministério Público (MP) cobrando a responsabilização dos governantes em relação ao tratamento do esgoto doméstico despejado nos rios sergipanos. A denúncia contém um abaixo-assinado com mais de 500 assinaturas e um laudo técnico que atesta o dano ambiental provocado pelo esgoto não tratado.

 

Os dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB – IBGE, 2008) apontam que apenas 55,2% dos municípios brasileiros dispõem do serviço de esgotamento sanitário por rede coletora. Desse quantitativo, apenas 28,5% realizavam o tratamento do esgoto.

 

Em Sergipe, um percentual de 34,7% dos municípios conta com rede de esgoto, índice abaixo do apresentado pela região Nordeste (45,7%) e pela média nacional (55,2%). Na região, menos da metade dos municípios com rede de esgoto, possuem sistemas de tratamento, isso representa 19% do total. A mesma pesquisa aponta que Sergipe está situado entre os seis estados com o menor índice de tratamento do esgoto do país. No estado, somente 9,3% dos municípios realizam o tratamento do esgoto.

 

Os dados apresentados dão conta da gravidade do problema ambiental sofrido pelas bacias hidrográficas sergipanas, refletindo negativamente na qualidade dos nossos recursos hídricos. Por isso é fundamental o envolvimento de toda a sociedade na mudança desse quadro de descaso dos poderes públicos. Mais informações sobre o ato podem ser obtidas através do e-mail cantovivoproject@gmail.com.

 

No próximo domingo (22/03), o Instituto Canto Vivo, a ONG ELAN e o Movimento Meu Papagaio realizarão o “Ato em Defesa das Águas”. A ação acontece no Dia Mundial da Água como forma de chamar a atenção da sociedade e, principalmente dos governantes, para o problema do não tratamento dos esgotos domésticos lançados nos rios sergipanos.

 

Os organizadores do ato convidam as pessoas a se vestirem de preto e participarem do abraço simbólico à lagoa do Parque Governador Augusto Franco (Parque da Sementeira) que será realizado às 15hs do dia 22/03.

 

O “Ato em Defesa das Águas” complementa a ação movida pelas três entidades junto ao Ministério Público (MP) cobrando a responsabilização dos governantes em relação ao tratamento do esgoto doméstico despejado nos rios sergipanos. A denúncia contém um abaixo-assinado com mais de 500 assinaturas e um laudo técnico que atesta o dano ambiental provocado pelo esgoto não tratado.

 

Os dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB – IBGE, 2008) apontam que apenas 55,2% dos municípios brasileiros dispõem do serviço de esgotamento sanitário por rede coletora. Desse quantitativo, apenas 28,5% realizavam o tratamento do esgoto.

 

Em Sergipe, um percentual de 34,7% dos municípios conta com rede de esgoto, índice abaixo do apresentado pela região Nordeste (45,7%) e pela média nacional (55,2%). Na região, menos da metade dos municípios com rede de esgoto, possuem sistemas de tratamento, isso representa 19% do total. A mesma pesquisa aponta que Sergipe está situado entre os seis estados com o menor índice de tratamento do esgoto do país. No estado, somente 9,3% dos municípios realizam o tratamento do esgoto.

 

Os dados apresentados dão conta da gravidade do problema ambiental sofrido pelas bacias hidrográficas sergipanas, refletindo negativamente na qualidade dos nossos recursos hídricos. Por isso é fundamental o envolvimento de toda a sociedade na mudança desse quadro de descaso dos poderes públicos. Mais informações sobre o ato podem ser obtidas através do e-mail cantovivoproject@gmail.com.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga