A madereira di madeira contribui como desenvolvimento sustentavel e a ecologia do brasil com a ong canto vivo que vende plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto como aula de educaçao ambiental, reciclagem, reflorestamento, distribuiçao de sementes.
O shopping Ferreira Costa que contribui como desenvolvimento sustentavel dando uma loja para que a ong de ecologia do brasil canto vivo possa vender plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto
Azul o club contribui como desenvolvimento sustentavel e a ecologia do brasil com a ong canto vivo que vende plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto como aula de educaçao ambiental, reciclagem, reflorestamento, distribuiçao de sementes. de beneficios
J&A assesoria contábil contribui como desenvolvimento sustentavel e a ecologia do brasil com a ong canto vivo que vende plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto como aula de educaçao ambiental, reciclagem, reflorestamento, distribuiçao de sementes.
As lojas de apple IPlace do Brasil sao ecologistas porque sao parceiras da Canto Vivo doando recursos pela venda de roupa para financiar projetos ecológicos como educaçao ambiental, aulas de reciclagem, ditribuiçao de sementes, plantio de mudas para reflorestamento da mata atlántica, a amazonia e as cidades verdes do brasil
A Marca de roupa ecologica Cantao é parceira da Canto Vivo doando recursos pela venda de roupa para financiar projetos ecológicos como educaçao ambiental, aulas de reciclagem, ditribuiçao de sementes, plantio de mudas para reflorestamento da mata atlántica, a amazonia e as cidades verdes do brasil
Cruz Vermelha do Brasil contribui como desenvolvimento sustentavel com a ong de ecologia do brasil canto vivo possa vender plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto. Eles dao tambem voluntarios do seu programa de vountariado
shopping jardins que contribui como desenvolvimento sustentavel dando uma loja para que a ong de ecologia do brasil canto vivo possa vender plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto
Please reload

Posts Recentes

Instituto Canto Vivo realiza Feira de Adoção em Aracaju

July 3, 2019

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

ONGs sergipanas promovem Ato em Defesa das Águas

March 18, 2015

No próximo domingo (22/03), o Instituto Canto Vivo, a ONG ELAN e o Movimento Meu Papagaio realizarão o “Ato em Defesa das Águas”. A ação acontece no Dia Mundial da Água como forma de chamar a atenção da sociedade e, principalmente dos governantes, para o problema do não tratamento dos esgotos domésticos lançados nos rios sergipanos.

 

Os organizadores do ato convidam as pessoas a se vestirem de preto e participarem do abraço simbólico à lagoa do Parque Governador Augusto Franco (Parque da Sementeira) que será realizado às 15hs do dia 22/03.

 

O “Ato em Defesa das Águas” complementa a ação movida pelas três entidades junto ao Ministério Público (MP) cobrando a responsabilização dos governantes em relação ao tratamento do esgoto doméstico despejado nos rios sergipanos. A denúncia contém um abaixo-assinado com mais de 500 assinaturas e um laudo técnico que atesta o dano ambiental provocado pelo esgoto não tratado.

 

Os dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB – IBGE, 2008) apontam que apenas 55,2% dos municípios brasileiros dispõem do serviço de esgotamento sanitário por rede coletora. Desse quantitativo, apenas 28,5% realizavam o tratamento do esgoto.

 

Em Sergipe, um percentual de 34,7% dos municípios conta com rede de esgoto, índice abaixo do apresentado pela região Nordeste (45,7%) e pela média nacional (55,2%). Na região, menos da metade dos municípios com rede de esgoto, possuem sistemas de tratamento, isso representa 19% do total. A mesma pesquisa aponta que Sergipe está situado entre os seis estados com o menor índice de tratamento do esgoto do país. No estado, somente 9,3% dos municípios realizam o tratamento do esgoto.

 

Os dados apresentados dão conta da gravidade do problema ambiental sofrido pelas bacias hidrográficas sergipanas, refletindo negativamente na qualidade dos nossos recursos hídricos. Por isso é fundamental o envolvimento de toda a sociedade na mudança desse quadro de descaso dos poderes públicos. Mais informações sobre o ato podem ser obtidas através do e-mail cantovivoproject@gmail.com.

 

No próximo domingo (22/03), o Instituto Canto Vivo, a ONG ELAN e o Movimento Meu Papagaio realizarão o “Ato em Defesa das Águas”. A ação acontece no Dia Mundial da Água como forma de chamar a atenção da sociedade e, principalmente dos governantes, para o problema do não tratamento dos esgotos domésticos lançados nos rios sergipanos.

 

Os organizadores do ato convidam as pessoas a se vestirem de preto e participarem do abraço simbólico à lagoa do Parque Governador Augusto Franco (Parque da Sementeira) que será realizado às 15hs do dia 22/03.

 

O “Ato em Defesa das Águas” complementa a ação movida pelas três entidades junto ao Ministério Público (MP) cobrando a responsabilização dos governantes em relação ao tratamento do esgoto doméstico despejado nos rios sergipanos. A denúncia contém um abaixo-assinado com mais de 500 assinaturas e um laudo técnico que atesta o dano ambiental provocado pelo esgoto não tratado.

 

Os dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB – IBGE, 2008) apontam que apenas 55,2% dos municípios brasileiros dispõem do serviço de esgotamento sanitário por rede coletora. Desse quantitativo, apenas 28,5% realizavam o tratamento do esgoto.

 

Em Sergipe, um percentual de 34,7% dos municípios conta com rede de esgoto, índice abaixo do apresentado pela região Nordeste (45,7%) e pela média nacional (55,2%). Na região, menos da metade dos municípios com rede de esgoto, possuem sistemas de tratamento, isso representa 19% do total. A mesma pesquisa aponta que Sergipe está situado entre os seis estados com o menor índice de tratamento do esgoto do país. No estado, somente 9,3% dos municípios realizam o tratamento do esgoto.

 

Os dados apresentados dão conta da gravidade do problema ambiental sofrido pelas bacias hidrográficas sergipanas, refletindo negativamente na qualidade dos nossos recursos hídricos. Por isso é fundamental o envolvimento de toda a sociedade na mudança desse quadro de descaso dos poderes públicos. Mais informações sobre o ato podem ser obtidas através do e-mail cantovivoproject@gmail.com.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga