A madereira di madeira contribui como desenvolvimento sustentavel e a ecologia do brasil com a ong canto vivo que vende plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto como aula de educaçao ambiental, reciclagem, reflorestamento, distribuiçao de sementes.
O shopping Ferreira Costa que contribui como desenvolvimento sustentavel dando uma loja para que a ong de ecologia do brasil canto vivo possa vender plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto
Azul o club contribui como desenvolvimento sustentavel e a ecologia do brasil com a ong canto vivo que vende plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto como aula de educaçao ambiental, reciclagem, reflorestamento, distribuiçao de sementes. de beneficios
J&A assesoria contábil contribui como desenvolvimento sustentavel e a ecologia do brasil com a ong canto vivo que vende plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto como aula de educaçao ambiental, reciclagem, reflorestamento, distribuiçao de sementes.
As lojas de apple IPlace do Brasil sao ecologistas porque sao parceiras da Canto Vivo doando recursos pela venda de roupa para financiar projetos ecológicos como educaçao ambiental, aulas de reciclagem, ditribuiçao de sementes, plantio de mudas para reflorestamento da mata atlántica, a amazonia e as cidades verdes do brasil
A Marca de roupa ecologica Cantao é parceira da Canto Vivo doando recursos pela venda de roupa para financiar projetos ecológicos como educaçao ambiental, aulas de reciclagem, ditribuiçao de sementes, plantio de mudas para reflorestamento da mata atlántica, a amazonia e as cidades verdes do brasil
Cruz Vermelha do Brasil contribui como desenvolvimento sustentavel com a ong de ecologia do brasil canto vivo possa vender plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto. Eles dao tambem voluntarios do seu programa de vountariado
shopping jardins que contribui como desenvolvimento sustentavel dando uma loja para que a ong de ecologia do brasil canto vivo possa vender plantas, arvores, sementes e mudas, junto com produtos sustentaveis ou produtos ecologicos e assim financiar os projetos ambientais do instituto
Please reload

Posts Recentes

Instituto Canto Vivo realiza Feira de Adoção em Aracaju

July 3, 2019

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

“Jogando Limpo com o Mangue” realiza limpeza nas margens Rio Sergipe

June 2, 2015

​Na manhã dessa terça-feira, 02/06, o Riomar Shopping Aracaju realizou a segunda edição do evento “Jogando Limpo com o Mangue”. Um grupo de mais de 60 voluntários se dividiram em uma força tarefa para a coleta de lixo no manguezal que margeia o Rio Sergipe na Av. Beira Mar, em Aracaju.

 

 A ação contou com o apoio do Instituto Canto Vivo, Emurb, Exército, Sema, Polícia Ambiental e Unit. De acordo com Fabiano Mehmeri, coordenador socioambiental do Grupo JCPM (proprietário do Riomar Shopping), “Jogando Limpo com o Mangue” é uma iniciativa de responsabilidade social e socioambiental do Riomar Aracaju, que tem o objetivo de despertar a consciência da população.

 

“Estamos realizando essa ação junto à população como um alerta para o problema do descarte indevido de resíduos. Foram retirados do mangue televisão, malas e até geladeiras, resíduos altamente perigosos para o meio ambiente, que contribuem para a degradação do ecossistema do manguezal. Estamos aqui para conscientizar e alertar a comunidade sobre o problema”, assinala.

 

O mutirão “Jogando Limpo com o Mangue” reuniu gente de todas as idades em prol do maior objetivo: a preservação do meio ambiente. Soanne Hemille Santos e Joyce Baracho, estudantes dos cursos de Saneamento e Engenharia Ambiental, respectivamente, deixaram a sala de aula para aprender sobre preservação na prática. “Viemos com o objetivo de conscientizar a população e aprender cada vez mais. Espero que a semana do meio ambiente sirva, principalmente, para conscientizar a população a respeito da conservação da natureza, para a preservação do bem comum” afirma Soanne.

 

A assistente social Maria de Fátima Sá acredita na responsabilidade sobre o cuidado com a natureza como um compromisso de todos a sociedade. “Acho esse ato muito importante porque a sociedade tem que dar sua contribuição, é uma forma de conscientizar a população, já que todos somos responsáveis pela melhoria do meio ambiente”, afirma.

 

Integrando o grupo de voluntários pela primeira vez, a professora Maria Luiza Barboza, foi dar sua contribuição. E a missão de defesa do meio ambiente é uma preocupação constante de Maria Luiza. Há sete anos, ela e o marido coletam o lixo indevidamente descartado em todos os locais por onde passam.

 

 

 

 

“As pessoas sempre deixam um copinho no chão, um canudinho, sem pensar que ali está juntando lixo que vai para os canais e para a natureza. A gente faz caminhada todos os dias com um saquinho nas mãos para recolher lixo nas praças”. Segundo ela, algumas pessoas até acham estranho, mas diz não abre mão de cuidar da natureza: “Estamos pensando no futuro!”, finaliza.

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga