Please reload

Posts Recentes

Instituto Canto Vivo realiza Feira de Adoção em Aracaju

July 3, 2019

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

Queremos Salvador mais verde: Instituto Canto Vivo distribui sementes da Mata Atlântica na capital baiana

March 19, 2015

 

 

 

 

 

 

 

Na semana passada, nos dias 11 a 13 de março, o Instituto Canto Vivo em parceria com o Grupo JCPM (Salvador Shopping e Salvador Norte Shopping) e a Prefeitura de Salvador, realizaram a distribuição de 60 mil tags com sementes na capital baiana. Nos dois primeiros dias a entrega das sementes aconteceu em duas escolas públicas do bairro de São Caetano, o Colégio Estadual Prof. Carlos Alberto Cerqueira e o Colégio Estadual Luís Pinto de Carvalho. No terceiro dia de atividades, a equipe do Canto Vivo fez a doação de sementes na parte superior do Elevador Lacerda, localizado na Praça Castro Alves, no Centro.

 

Nas duas escolas contempladas com a ação do Canto Vivo, curiosidade foi o que não faltou entre os estudantes. As sementes de cedro, ipê amarelo de jardim, falso pau brasil e aroeira vermelha, mais do que semear a importância da arborização urbana, também serviram para estimular o interesse dos adolescentes em plantar árvores e preservar a natureza.

 

Helena Cristina Sampaio, vice-diretora do Colégio Carlos Alberto Cerqueira, acompanha a história da escola desde a sua fundação, há vinte 

anos. Segundo ela, a instituição sempre buscou envolver as questões ambientais nas atividades pedagógicas. “Quando eu cheguei aqui, não havia nada de verde, logo com os primeiros professores, tivemos a preocupação em melhorar esse entorno e embelezar a escola com o árvores. Viemos trazendo aos poucos mudas, fizemos jardins e oficinas com as crianças”, explica a vice-diretora.

 

Como forma de mobilizar a consciência ambiental dos estudantes, todos os anos a escola realiza a feira de plantas, com as mudas produzidas pelos próprios estudantes orientados pelos professores. Para Helena, a consciência ecológica ainda precisa ser melhor trabalhada com os estudantes, com a abordagem de questões como a reciclagem e o descarte adequado do lixo, já que, segundo ela, trata-se de uma dificuldade generalizada.

 

“A sociedade em si tem dificuldade em lidar com o tema, os estudantes trazem o reflexo de casa, do bairro onde moram. A consciência ambiental é uma questão de educação, que começa com a educação doméstica e deve ser aprimorada na escola através de palestras, oficinas, seminários. O que realmente falta é o engajamento dos cidadãos, de todos os cidadãos”, aponta a educadora.

 

 

No Elevador Lacerda, a receptividade de baianos e turistas às sementes distribuídas pelo Canto Vivo deu ainda mais ânimo aos voluntários que se dedicaram ao trabalho. Entre um flash e outro, a baiana de corpo e vestido, Cristiane Alves, não pôde deixar de levar as sementes para plantar no seu bairro. “Eu acho muito importante a cidade ter mais árvores, elas melhoram o oxigênio e o clima da cidade, além de ser um atrativo a mais, é muito lindo ver uma cidade arborizada. Salvador está necessitando de árvores”, fala com o ânimo que só a baiana tem.

 

 

De passagem pelo Centro de Salvador, Marcos Cardoso fez questão de levar sementes para todos os amigos. Para ele, a falta de árvores é um grande problema enfrentado por muitas cidades de todo o país. “Estamos vivenciando um aquecimento diretamente ligado ao desmatamento e à poluição. Se nós preservarmos a natureza, não deixando que árvores sejam cortadas indiscriminadamente, com certeza, o nosso meio ambiente pode se tornar mais agradável”, conclui.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
logo matters 2020-02.png